quinta-feira, 11 de março de 2010


CLARO & ESCURO
Guida Linhares

O que seria do claro,
se não houvesse o escuro.
Não haveria a diferenciação:
o discernimento seria pura confusão.

Mas Deus em sua sabedoria,
criou a mais profunda dicotomia:
dentro do Bem e do Mal escondeu o artifício,
que fará a criatura escolher pelo livre arbítrio.

E desta forma, a consciência se desvela,
através das nuances que o cotidiano revela.
Cada escolha, reação e entendimento,
serão produtos da emoção e do pensamento.

E assim, na dualidade de cada ser;
no claro e escuro que a vida há de ter;
sejamos luz amanhecendo no horizonte,
sabedores que há noite, no outro lado da ponte.

Um comentário:

Amapola disse...

Bom dia, Guida.
Parabéns pelo blog, que parece um paraíso. Eu sou fascinada por flores.
O poema é lindo...

Um grande abraço.