sábado, 19 de setembro de 2009


A CANÇÃO QUE VEM DE VOCÊ...
Guida Linhares

Não te conheço ainda,
sequer sei onde estás agora,
mas sinto que vai chegar a hora,
em que do "nada" tu surgirás...

E quando nossos olhos se encontrarem,
nem serão preciso palavras,
nos reconheceremos como almas gêmeas,
que se buscaram pelos tempos...

Ja te confundi ao longo da vida,
com outros olhos que me fitaram,
mas hoje vejo com clareza e convicção,
que ainda não te conheci...

Sei que existes em algum lugar do planeta,
sei também que a hora há de chegar,
seja daqui, da serra ou do mar,
tu chegarás com um sorriso...

E ouvirei a canção que vem de você..
da melodia que busca incessante por um amor
verdadeiro, sincero e leal,
que em cumplicidade caminhe junto....

E quanto isto acontecer,
nos reconheceremos de imediato,
nem será preciso que nos apresentem,
pois da eternidade somos velhos companheiros.

E no farol da vida em comunhão,
viveremos num paraiso florido perto do mar,
numa morada iluminada pelo amor,
onde juntos colheremos a mais divina flor.

Santos, SP
10/10/06

***


2 comentários:

Efigênia Coutinho disse...

Guida, novamente neste outro recanto, lindo como um amanhecer de Primavera.

" A FESTA DA VIDA SOMENTE ACONTECE, QUANDO PARTILHAMOS A PRÓPRIA VIDA."
Efigênia Coutinho

Rita Maria disse...

Boa Noite Boa Amiga,

Enfim você deixou o endereço que eu procurava e não encontrava...

Estive lendo o seu poema que marca a entrada desta bela e sensível página e pensando: como é bom a gente conservar essa alma adolescente, imagine se a gente parasse de sonhar, que graça teria viver?

Obrigada querida amiga por seu carinho e comentário no meu singelo cantinho...

"Abreijos" e esteja sempre por perto...

Rita